De Novo Não
Voltar 25 de Maio de 2020

Gravidez e corona vírus


Gravidez e corona vírus

Com tantas informações circulando sobre o corona vírus, umas das dúvidas mais frequentes é sobre o risco de contaminação de gestantes e, consequentemente, dos bebês.

Particularmente muito pouco se sabe sobre o COVID-19 e ao seu efeito em mulheres grávidas e bebês, e ainda não há recomendações consensuais específicas para gestantes em relação à avaliação ou manejo de infecções causadas pelo novo vírus (1).

Os dados atualmente disponíveis sobre o COVID-19 não parecem indicar que as mulheres grávidas estão em maior risco. Porém, sabe-se que as mulheres grávidas correm maior risco de morbimortalidade grave por outras infecções respiratórias, como influenza e SARS-CoV, sendo as mulheres grávidas consideradas uma população de risco para o COVID-19 quando infectadas.

Resultados adversos em bebês (por exemplo, nascimento prematuro) foram relatados entre bebês nascidos de mães positivas para COVID-19 durante a gravidez. No entanto, essas informações são baseadas em dados limitados e não está claro que esses resultados estejam relacionados à infecção materna.

Neste momento, ainda não está claro se o COVID-19 pode atravessar a via transplacentária até o feto, considerando as séries limitadas de casos recentes de bebês nascidos de mães infectadas com corona vírus publicados na literatura revisada por pares (1).

As recomendações atuais dos Centros de Doenca e Prevenção americano sustentam que gestantes devem seguir as mesmas orientações que o público em geral para evitar infecções. Você pode ajudar a interromper a propagação do COVID-19 executando as seguintes ações (2):

 

Evite pessoas doentes

Limpe as mãos frequentemente usando sabão e água ou desinfetante para as mãos à base de álcool

 

Evite aglomerações

Sobre a prevenção e Controle de Infecção em Ambientes de Cuidados Obstétricos, os principais destaques das recomendações incluem (1):

Os profissionais de saúde devem notificar imediatamente o pessoal de controle de infecção em suas instalações da chegada antecipada de uma paciente grávida que confirmou o COVID-19;

Para reduzir o risco de transmissão do vírus que causa o COVID-19 da mãe para o recém-nascido, as instalações devem considerar a separação temporária (por exemplo, quartos separados) da mãe que confirmou o COVID-19 ou caso suspeito do bebê até as precauções baseadas na transmissão são descontinuadas.

A alta para puérperas deve seguir as recomendações descritas nas Considerações Interinas para Disposição de Pacientes Hospitalizados com COVID-19 .

Em estudos limitados sobre mulheres com COVID-19 e outra infecção por coronavírus, a Síndrome Respiratória Aguda Grave (SARS-CoV), o vírus não foi detectado no leite materno, no entanto, não sabemos se as mães com COVID-19 podem transmitir o vírus através do leite materno (2)

Existem raras exceções quando a amamentação ou alimentação com o leite materno não é recomendada. Se e como iniciar ou continuar a amamentação deve ser determinado pela mãe em coordenação com seus familiares e profissionais de saúde. Atualmente, a principal preocupação não é se o vírus pode ser transmitido através do leite materno, mas se uma mãe infectada pode transmitir o vírus através de gotículas respiratórias durante o período de amamentação. Uma mãe com COVID-19 confirmado ou que é uma suspeita sintomática deve tomar todas as precauções possíveis para evitar espalhar o vírus para o bebê, incluindo lavar as mãos antes de tocar no bebê e usar uma máscara facial, se possível, durante a amamentação. Se estiver expressando leite materno com uma bomba manual ou elétrica, a mãe deve lavar as mãos antes de tocar em qualquer peça da bomba ou da garrafa e seguir as recomendações para uma limpeza adequada da bomba após cada uso. Se possível, considere que alguém que esteja bem alimente o leite materno expresso ao bebê (1)

 

Referência:

1 – Practice Advisory: Novel Coronavirus 2019 (COVID-19). Women’s Health Care Physicians. The American College of Obstetricians and Gynecologists (ACOG). Publicado em 13/03/0202. Disponível em <https://www.acog.org/Clinical-Guidance-and-Publications/Practice-Advisories/Practice-Advisory-Novel-Coronavirus2019?IsMobileSet=false>

 

2 – Pregnancy & Breastfeeding – Information about Coronavirus Disease 2019. Coronavirus Disease 2019 (COVID-19). Centers of Disease Control and Prevention. Disponível em <https://www.cdc.gov/coronavirus/2019-ncov/prepare/pregnancy-breastfeeding.html?CDC_AA_refVal=https%3A%2F%2Fwww.cdc.gov%2Fcoronavirus%2F2019-ncov%2Fspecific-groups%2Fpregnancy-faq.html>

 

É profissional de saúde e quer saber como se proteger? Acesse o texto: https://www.sbmfc.org.br/noticias/profissionais-de-saude-e-corona-virus/.

 

Fonte: SBMFC Sociedade Brasileira de Medicina de Família e Comunidade

Disponível em: https://www.sbmfc.org.br/noticias/gravidez-e-coronavirus-confira-as-evidencias/